#Biodiversidade #Oceanos

Proteja os oceanos

Participe

Conheça 10 curiosidades sobre a baleia-franca-austral e por que é importante proteger seu habitat

Baleias são muito importantes para os oceanos. Há quem diga que elas são as “engenheiras do ecossistema” porque ajudam, de várias maneiras, a manter a vida saudável no mar, redistribuindo nutrientes oceano afora. 

Baleia-franca nadando na costa da Argentina © Santiago Salimbeni / Greenpeace
Baleia-franca nadando na costa da Argentina © Santiago Salimbeni / Greenpeace © Santiago Salimbeni / Greenpeace

A baleia-franca-austral não fica fora dessa. Mas hoje, o habitat delas – as águas internacionais do Atlântico Sudoeste – enfrenta a ameaça da indústria da pesca. É por isso que convidamos você a conhecer 10 curiosidades sobre essa baleia incrível e entender o porquê é necessário proteger a ela e aos oceanos.

1 – A baleia-franca-austral (Eubalaena australis) pode ser encontrada em águas subtropicais e no Hemisfério Sul. Quando encontram com humanos, são curiosas e brincalhonas. 

2 –  Ela é enorme. Uma das maiores espécies de baleia. Em média, o macho chega a 15 metros de comprimento. Já a fêmea, a 16 metros. Uma baleia dessas pesa cerca de 40 toneladas!  

3 – Os calos da pele da baleia-franca-austral funcionam como impressões digitais e identificam cada uma ao longo de sua vida. Os calos são áreas elevadas da pele (com mais de 5 centímetros de espessura) em diferentes partes da cabeça.

© Santiago Salimbeni / Greenpeace

4- Elas são bem tranquilas, quietinhas e nadam devagar (entre 9 e 11km/h). Para se comunicar, elas pulam e jogam as nadadeiras na água. 

5 – O tempo de vida da baleia-franca-austral chega aos 100 anos de idade. 

6 – Ao invés dos dentes, essas baleias usam barbas para pegar a comida. Essas barbas são longas folhas de queratina (que forma nossos cabelos e unhas) que ficam penduradas no topo da boca, funcionando como uma espécie de filtro. Enquanto nadam, abrem e fecham as mandíbulas, usando a garganta e a língua para empurrar a água de suas bocas pelas barbas. 

7- Esta espécie de baleia se alimenta principalmente de krill (pequenos crustáceos) e peixes pequenos.

8 – Um terço das baleia-franca-austral usa as baías protegidas da Península Valdés, na Argentina, para acasalar e dar à luz entre os meses de maio e dezembro.

© Santiago Salimbeni / Greenpeace

9 – Elas também podem ser vistas na Argentina (Península Valdés), Austrália, África do Sul, Chile, Uruguai, Tristán de Acuña (dependência britânica no exterior) e Nova Zelândia.

10- Ao contrário das baleias do Atlântico Norte e do Pacífico Norte (ambas ameaçadas), a espécie da baleia-franca-austral começou a se recuperar de séculos de caça comercial.

Participe do abaixo-assinado e faça parte do time que protege as baleias e toda vida marinha dos nossos oceanos!