#Greenpeace #Mobilização

Seja um doador

Você pode contribuir para que o Greenpeace investigue, faça campanhas e faça lobby para proteger o meio ambiente em todo o mundo.

Participe

Neste dia especial em que completamos 27 anos de ações no Brasil para defender o meio ambiente, precisamos lembrar outro elemento fundamental para a natureza

Ela passa despercebida por muita gente, mas a relação direta entre o verde e a paz foi primeiro ato de coragem que deu origem ao Greenpeace: um grupo de 12 ativistas partiu de Vancouver, no Canadá, em um pequeno barco pesqueiro, para interromper os testes nucleares dos Estados Unidos em uma região intocada no oeste do Alasca, se colocando no local do bombardeio. Isso em plena Guerra do Vietnã. Desde então, a paz é um valor na forma como agimos e protestamos. Fazemos ações de confronto e exposição pública, sim, mas sempre de forma não violenta, usando nossas vozes e criatividade. Foi assim também 27 anos atrás, na primeira manifestação que realizamos no Rio de Janeiro e que deu origem ao Greenpeace Brasil, pouco antes da Conferência Eco-92.

Mas a paz também é um princípio fundamental:

Sem verde não há paz, sem paz não há verde

Já reparou que quando queremos refletir, relaxar, meditar ou apenas chorar sozinhos, não há melhor refúgio que a natureza? A paz que buscamos é mais fácil de ser conectada num campo, no alto de uma montanha, aos pés de uma cachoeira, entre as árvores, na beira de um lago ou simplesmente no jardim de casa ou num parque do bairro. O que percebemos intuitivamente já foi confirmado por estudos de cientistas, médicos, psicólogos, educadores: o contato com a natureza faz bem para a nossa saúde, melhora nossa imunidade, reduz a ansiedade, favorece o aprendizado, nos traz… paz.

Mas o contrário também é verdade: um ambiente degradado e poluído gera estresse, doenças, fome, aumenta a violência e a insegurança. No nível local, a disputa por água já é uma das principais causadoras de conflitos, que tendem a se agravar, seja entre vizinhos, cidades ou países. Mas em nível nacional e mundial, nada supera o aquecimento global como a maior ameaça para a paz coletiva e individual. Não à toa, a preocupação com a segurança levou militares de vários países a criar este ano um conselho internacional para lidar com as crises sociais que poderão se agravar com os desastres naturais mais frequentes, como migrações em massa, fome e outros sérios problemas. Como mostramos neste documentário, os brasileiros já estão sendo afetados pelas mudanças do clima.

É por isso que ao, a cada novo aniversário, continuaremos a fazer o mesmo pedido ao soprar as velinhas: queremos um meio ambiente saudável, equilibrado e justo, e que ofereça paz a todas as pessoas. É sonho possível, e que será conquistado por todos nós juntos. Parabéns a todos os voluntários, doadores e seguidores ativistas que nos apoiam e fazem o Greenpeace Brasil.