Área preservada de floresta no Distrito de Realidade. Nas primeiras horas da manhã, é possível ver a evapotranspiração das árvores, que enviam umidade para a atmosfera. Humaitá, Amazonas. ©
Nilmar Lage / Greenpeace

Dados do sistema Deter-B, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), foram divulgados nesta sexta-feira (5). Sobre os números, a porta-voz de Amazônia do Greenpeace Brasil, Cristiane Mazzetti, comenta:

“Mesmo faltando dois dias para encerrar o mês, essa é uma boa notícia. Depois de dois meses consecutivos de alta nos alertas de desmatamento, essa área de 288 km² é a menor dos últimos três anos (2020). Apesar disso, não significa que o desmatamento esteja mais brando: as áreas de alertas acumuladas continuam muito altas e será necessário ampliar os esforços e trabalhos dos diferentes órgãos de comando e controle para diminuir a destruição da floresta.” 

“Além do comando e controle no chão da floresta, será necessário promover inovações tecnológicas, legais e infralegais, que possam frear  a grilagem de terras, garimpos ilegais, invasão de áreas protegidas, bem como endereçar e punir a  co-participação de instituições financeiras no desmatamento. Além disso, precisamos de um plano governamental ambicioso para nos levar a uma transição para uma economia que conviva com a floresta em pé e traga real desenvolvimento para a região.” 

Alguns números:

  • Os 288 km² de alertas de desmatamento em abril de 2023, representam uma diminuição de 71.9% em relação aos 1026 km² de abril de 2022;
  • Os estados do Amazonas (78 km²), Pará (77km²) e Mato Grosso (73km²) foram os estados com maiores áreas de alerta de desmatamento no mês de abril de 2023; 
  • A área de alertas de desmatamento acumulado no ano é de 1.132 km²; menor desde 2020, uma diminuição de 42% em relação ao primeiro quadrimestre de 2022 (1.968 km²). No entanto, se considerarmos o período fiscal do desmatamento, que vai de agosto de 2022 a julho de 2023, o acumulado até abril, em comparação com os anos anteriores, é o maior da série histórica, com 5.936 km2.

Assessoria de imprensa Greenpeace Brasil

 [email protected] | +55 92 99480-3580 | +55 11 99752-7924

O Greenpeace Brasil é uma organização ativista ambiental sem fins lucrativos, que atua desde 1992 na defesa do meio ambiente. Ao lado de todas as pessoas que buscam um mundo mais verde, justo e pacífico, a organização atua há mais de 30 anos pela defesa do meio ambiente denunciando e confrontando governos, empresas e projetos que incentivam a destruição das florestas. 

O Rio Grande do Sul enfrenta uma tragédia climática sem precedentes, com mais de 1 milhão de pessoas diretamente impactadas pelas fortes chuvas. Nossa campanha está destinando recursos para a compra e entrega de suprimentos emergenciais e apoiando cozinhas solidárias. Precisamos da sua solidariedade nesse momento tão crítico. Clique abaixo e doe agora.