#Mobilização

Junte-se ao time de voluntários

Para fazer parte da nossa rede de voluntariado é só entrar no Greenwire, se conectar com outros ativistas ao redor do Brasil e participar das…

Participe

Voluntários e voluntárias do Greenpeace mostram a importância de preservar o meio ambiente através de ações de conscientização em todo o Brasil 

Voluntária do Greenpeace em Brasília. © Joana Prates / Greenpeace

Nas últimas semanas, nossos voluntários e voluntárias realizaram diversas atividades ligadas à assuntos socioambientais. 

No dia 7 de setembro, voluntários vestiram-se de preto e aderiram ao movimento Luto Pela Amazônia nas ruas e, principalmente, nas redes sociais. Além disso, em São João da Boa Vista os voluntários do Leste Paulista realizam uma atividade em defesa da Amazônia no dia 31 de agosto. 

Em São Luís, voluntários contribuíram com a primeira ação de limpeza do Preparatório Júris na praia do Calhau. 

Tivemos também Projetos Escolas em Manaus, Brasília e Porto Alegre e uma aula pública em Fortaleza sobre preservação ambiental.

Na capital amazonense foi realizado um Ponto Verde sobre plásticos e ainda demos as boas-vindas aos novos voluntários e voluntárias em Brasília.

Luto Pela Amazônia

Em 7 de setembro, dia da Independência do Brasil, nossos voluntários e voluntárias vestiram-se de preto e aderiram ao movimento Luto Pela Amazônia. Mas o que poderia ser um dia de luto, transformou-se em um dia de luta. Luta pela Amazônia, pela suas biodiversidade, pelo clima, pelos seus povos.   

Em Salvador, voluntários aderiram ao movimento “Luto Pala Amazônia” em frente ao Faról da Barra. © Eros Cohen / Greenpeace

A mobilização contou, principalmente, com postagens nas redes sociais dos grupos locais e pessoais de nossos voluntários, além de algumas manifestações nas ruas. Ao todo estivemos em 12 cidades, sendo elas: São Paulo, Macapá (AP), Salvador (BA), São Luís (MA), Brasília (DF), Imbé (RS), Belo Horizonte (MG), Recife (PE), Manaus e São João da Boa Vista (SP). Propriá (SE) e Belém (PA).

Renato Cafaro, voluntário do Greenpeace em São Paulo. © Ana Luiza Lopes / Greenpeace

Confira alguns depoimentos concedidos por voluntários e voluntárias que participaram da mobilização:

“Estou de luto pela Amazônia porque ela continua queimando e não é de hoje que denunciamos os abusos que a maior floresta tropical do mundo vem sofrendo. Estamos vendo a nossa floresta queimar, e ser contra o descaso com as nossas riquezas naturais é o mínimo que podemos fazer”. – Cynthia Carvalho, voluntária do Greenpeace em São Luís (MA).

Cynthia Carvalho é voluntária do grupo em São Luís (MA). © Cynthia Carvalho / Greenpeace

“Estou de luto pela Amazônia porque fico do lado da vida. O equilíbrio do planeta depende da saúde das nossas florestas e protegê-las é questão de sobrevivência”. – Victor Varão, voluntário do Greenpeace em São Luís (MA).

Victor Varão é voluntário do grupo de São Luís (MA). © Victor Varão / Greenpeace

“Estou de luto pela agonia que a Amazônia está passando. O fim do desmatamento e das ameaças às nossas florestas só depende de nós brasileiros”. – Alcides Carvalho, voluntários do Greenpeace em São Luís (MA).

Alcides Carvalho é voluntários do grupo de São Luís (MA). © Alcides Carvalho / Greenpeace

“Saímos para luta, em um protesto simbólico, mas pacífico e muito importante. Não podemos fechar os olhos e fingir que está tudo bem. A maior floresta tropical do mundo queima, e em meio a essa realidade, vemos que não estamos sozinhos. Nesse momento, conhecemos o real valor e fazemos jus a frase ‘juntos somos mais fortes’”. – Vitória Santos, voluntário do Greenpeace em Imbé (RS). 

Vitória Santos é voluntária do grupo do Litoral Norte (RS). © Raphael Rosa / Greenpeace

“No dia 30 de agosto, pude sobrevoar uma certa parte da Amazônia paraense e comprovei tudo aquilo que via pela internet. Inúmeras áreas já desmatadas para a venda ilegal de madeira e criação de pastos. É assustador o quanto o ser humano é capaz de prejudicar algo que é para o seu próprio bem como a Amazônia”. – Deyvison Henrique, voluntário do Greenpeace em Belém (PA). 

Deyvison Henrique é voluntário do grupo de Belém (PA). © Deyvinson Henrique / Greenpeace

“A tristeza se apossa de nossos corações ao saber que as queimadas na Amazônia aumentaram. Um dos bens mais preciosos do mundo está virando cinzas e estamos de luto por essa situação desesperado, mas não iremos ficar parados”. – Evelin Amorim, voluntária do Greenpeace em Belo Horizonte (MG).

Em Belo Horizonte (MG), voluntários participam do movimento “Luto Pela Amazônia”. © Matheus Campos Paes / Greenpeace

 Nossos voluntários e voluntárias continuam empenhados em levar a mensagem de preservação da Amazônia para todas as partes do Brasil.

Em Defesa da Amazônia

Em 31 de agosto, os voluntários do Leste Paulista realizaram uma ação em defesa da Amazônia em São João da Boa Vista (SP). A atividade teve o objetivo de alertar e conscientizar as pessoas sobre a importância de acabar com o desmatamento e as queimadas na Amazônia. O evento contou com exposição de fotografias e faixas, além da coleta de assinaturas para o abaixo-assinado “Sem Floresta, Sem Vida”.

Em São João da Boa Vista (SP), voluntários do Leste Paulista realizam ação em defesa da Amazônia. © Natan Batissoco / Greenpeace

Limpeza de Praia

Em 31 de agosto, o grupo de São Luís contribuiu com a primeira ação de limpeza do Preparatório Júris na praia do Calhau. A atividade teve por objetivo sensibilizar os alunos e as pessoas que frequentam as praias do São Luís sobre a importância de cuidar do nosso planeta. Ao todo foram recolhidos mais de 10 sacos de lixo em aproximadamente uma hora de caminhada no trajeto que vai da Praça dos Pescadores até o Parquinho da Litorânea. 

O grupo de São Luís realizou uma ação de limpeza na praia do Calhau. © Cynthia Carvalho / Greenpeace

Projeto Escola

Acreditando no poder da conscientização e da informação, o grupo de Manaus  esteve em evento realizado pelo sistema Fecomércio, Sesc e Senac, juntamente com instituições assistenciais e não governamentais do Amazonas no dia 28 de agosto. Durante o evento, foram tratados temas como queimadas na Amazônia e mudanças climáticas. O encontro contou com a presença de 49 pessoas. 

O grupo de Manaus  esteve em evento realizado pelo sistema Fecomércio, Sesc e Senac, juntamente com instituições assistenciais e não governamentais do Amazonas. © Grupo de voluntários de Manaus

Nossos voluntários e voluntárias de Brasília levaram a educação ambiental de forma divertida e especialmente pensada para mais de 120 crianças entre 5 a 6 anos do Jardim de Infância 108 Sul. O encontro foi realizada no dia 5 de setembro e contou com atividades lúdicas para explicar a importância de preservação e valorização do meio ambiente. Contou também com um roda de música com o tema animais em extinção, jogos para ensinar a importância das florestas, produção de chocalhos recicláveis e pintura de rosto. 

Segundo a voluntária Joana Prates, o grupo saiu muito motivado dessa atividade. “Foi um momento lindo e muito inspirador para as ações que virão”. 

O grupo de Brasília levou a Educação Ambiental para mais de 100 crianças. © Pedro Ribeiro / Grupo de voluntários de Brasília

Também no dia 5 de setembro, a convite da Diretoria de Educação e Preservação Ambiental (DEPA) de Canoas (RS), o Projeto Escola de Porto Alegre esteve na Escola Municipal de Ensino Fundamental Duque de Caxias para falar sobre preservação ambiental com alunos dos 4º e 5º anos. 

O encontro contou a participação de de 66 alunos e 5 professores, e tratou de temas como: respeito ao meio ambiente e aos animais; sustentabilidade; preservação das florestas; consumo responsável; e aquecimento global. 

O Projeto Escola de Porto Alegre falou sobre sobre preservação ambiental com alunos dos 4º e 5º anos. © Rosângela Perroco / Grupo de voluntários de Porto Alegre

O Projeto Escola levou a educação ambiental para mais de 240 pessoas nas últimas semanas!

Aula pública

Na tarde do dia 05,  diversas instituições e organizações ambientais de Fortaleza, dentre elas, o grupo de voluntários do Greenpeace da cidade, estiveram presente na Praça do Ferreira para uma aula pública sobre a atual situação da Amazônia e a importância da preservação ambiental para a vida no planeta.

Aula pública em Fortaleza sobre a importância da preservação ambiental. © Catherine Prado / Grupo de voluntários de Fortaleza

Ponto Verde

No dia 31 de agosto, o grupo de Manaus realizou um Ponto Verde na Praia da Lua sobre as consequências do plástico na vida dos animais e nos oceanos e rios. O evento contou com pinturas em camisetas e oficinas com materiais recicláveis.

Em Manaus, voluntários realizaram Ponto Verde sobre plásticos. © Grupo de voluntários de Manaus

Novos voluntários e voluntárias

O grupo de Brasília deu as boas-vindas para novos voluntários e voluntárias no dia 31. A recepção aconteceu no Parque da Cidade e reuniu 32 pessoas. O grupo aproveitou a tarde de sábado para conhecer cada novo voluntário, que tiveram a chance de se integrar e entender a história e os valores da ONG. Ao longo do encontro foram realizadas dinâmicas para conectar os novos voluntários e desenvolver ideias de ativismo e de transformação. 

O grupo de Brasília deu as boas-vindas aos novos voluntários e voluntárias. © Joana Prates / Grupo de voluntários de Brasília

Mobilizando, conscientizando e se engajando é assim que os nossos voluntários e voluntárias levam as questões socioambientais do norte ao sul do Brasil.

Gostou dessas iniciativas e gostaria de realizá-las na sua cidade? Junte-se ao time de voluntários! E vamos lutar pela preservação do meio ambiente e da vida.