Um mundo paralelo, raso, fictício e um tanto absurdo (ou nem tanto)

O ano é 2020 e podemos dizer que, em uma realidade paralela, descobrimos um planeta muito parecido com essa redonda e majestosa Terra que habitamos.

Um lugar onde aquecimento global não existe, agrotóxicos fazem bem para a saúde e são adicionados em todos os alimentos. Nos oceanos prevalecem mais plásticos do que peixes, que convivem muito bem com canudos e embalagens. O horizonte é turvo e o céu tem uma cor diferente a cada dia. Ah! E as florestas? Desmatamento não existe, mesmo que com apenas um clique todas as árvores que surgem são logo cortadas.

E por falar em florestas… Haviam muitas árvores por lá, mas os tempos já são outros. A modernidade chegou até para as florestas, que foram transformadas em campos, todos bem “rasos”. A população ajuda com a evolução deste mundo sem defeitos. E quem não quer viver nesta realidade paralela (e reta)? Tudo é “perfeito”! Seria um absurdo rir de tanta “felicidade”.

Terra Rasa, animação em parceria com a Sirena Studio

O que choca na Terra Rasa não é a felicidade, mas sim o absurdo que domina todos as cenas, fazendo seus habitantes cada vez mais engraçados, envoltos em uma realidade peculiar. Na verdade, será que é tão única assim? Se estamos rindo desses absurdos, por que aqui, no terceiro planeta do sistema solar, estamos evitando falar destes assuntos e sendo negligentes com a proteção da nossa Terra?

É com essa ironia que nós do Greenpeace queremos trazer o questionamento: quem defende e luta por um planeta, precisa preservar seus recursos e toda a vida, todos os dias, não é mesmo? Não estamos falando de teorias. Nós trabalhamos com fatos e estamos vivendo uma realidade que leva a cada instante para um futuro mais próximos aos absurdos da Terra Rasa e suas #fakenews.

Personagem da Terra Rasa, animação feita em parceria com a Sirena Studio

Só em 2019, tivemos 467 novos agrotóxicos liberados no Brasil, enfrentamos as queimadas na Amazônia e o óleo que colocou em risco a vida marinha da nossa costa. Não dá para negar que estamos enfrentando uma crise climática. E os resultados disso estão afetando nossas vidas em todo o mundo.

Os quatro episódios dessa animação contrapõem todas as inverdades que estamos acostumados a ouvir sobre a crise climática e ambiental que enfrentamos, com a mensagem final de que não vivemos na Terra Rasa e temos que cuidar do nosso planeta agora. Cada vez mais, estamos colocando nossos recursos e vidas em risco. Nossas árvores não crescem magicamente, nossas tartarugas não tomam suco no canudinho e agrotóxicos não têm sabor de fruta fresca.

Qualquer semelhança não é mera coincidência. Apertem os cintos e vem com a gente conhecer a Terra Rasa.