Neste episódio do nosso podcast, falamos sobre o caso da Terra Indígena que está tomada por invasores que comercializam gado e madeira de forma ilegal. 

Conhecida por ter sido a Terra Indígena mais desmatada em 2019 e também deste ano, a Ituna-Itatá é um triste exemplo do desrespeito aos povos indígenas isolados e à Amazônia. Hoje, 94% do território está declarado em nome de proprietários particulares, criminosos que invadiram e estão desmatando a área. Uma investigação do Greenpeace revelou que parte dos invasores são grandes proprietários e que a terra está sendo usada como palco para fraudar transações comerciais de gado e madeira. 

Para falar sobre a situação de Ituna-Itatá, entrevistamos Adriana Charoux, do Greenpeace Brasil. Além disso, acompanhando o desenrolar da Medida Provisória 910, que vai premiar os invasores de terra pública na Amazônia, falamos com Mariana Mota sobre o que aconteceu com a votação da MP nesta semana e o que pode vir pela frente.

 Assine o feed | Ouça no Spotify | Ouça no iOS | Ouça no Android

Links de referência sobre o tema:

Créditos:

  • Apresentação: Rafael Silva e Thaís Herrero;
  • Produção: Camila Doretto;
  • Entrevistados: Adriana Charoux e Mariana Mota;
  • Sound Design: Compasso Coolab;
  • Trilha original: Marcellus Meirelles e Alexandre Luppi;
  • Edição: Pedro Moura.

Antes que se vá, pedimos o seu apoio. Neste momento de quarentena, mantemos nossos escritórios fechados, mas nossa equipe segue de casa trabalhando em nossas campanhas, pesquisas e no monitoramento dos crimes ambientais. Sua doação é muito importante para que esse trabalho continue sendo feito com independência e qualidade, pois não recebemos recursos de governos e empresas. Clique e se torne um doador.