Neste episódio, destrinchamos quais as medidas necessárias para que a população seja menos impactada pelos eventos extremos

O rastro da destruição causada pelos fenômenos climáticos extremos, a exemplo das fortes chuvas, evidenciam o total despreparo do país para lidar com os efeitos da crise climática. Apesar do abandono do poder público, há o que ser feito para que os danos sejam menores e os impactos reduzidos.

Você já ouviu falar, por exemplo, nos planos de adaptação climática? Quem o implementa, o que ele prevê? Todas essas respostas estão neste episódio do nosso podcast.

Entrevistamos Paulo Zangalli, pesquisador da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e coordenador da Câmara Temática de Eventos Extremos do Painel Salvador de Mudança do Clima, sobre o assunto. E falamos também com Sarah Marques, liderança comunitária de Recife, do coletivo Caranguejo Tabaiares, que comenta sobre como as populações em situação de vulnerabilidade são mais impactadas, e apresenta algumas soluções possíveis para adaptar o território e reduzir os impactos dos eventos extremos.

No segundo bloco deste episódio, abordamos o Acampamento Terra Livre 2022, o maior encontro de povos indígenas do Brasil, que terá início na próxima semana.

Assine o feed | Ouça no Spotify | Ouça no iOS | Ouça no Android

Links de referência sobre o tema: 

Créditos:

  • Apresentação: Camila Doretto e Rafael Silva;
  • Produção: Lu Sudré;
  • Roteiro: Camila Doretto e Lu Sudré;
  • Entrevistados: Paulo Zangalli, Sarah Marques e Txai Suruí
  • Sound Design: Compasso Coolab;
  • Trilha original: Marcellus Meirelles e Alexandre Luppi;
  • Edição: Mandril Audio;

O Rio Grande do Sul enfrenta uma tragédia climática sem precedentes, com mais de 1 milhão de pessoas diretamente impactadas pelas fortes chuvas. Nossa campanha está destinando recursos para a compra e entrega de suprimentos emergenciais e apoiando cozinhas solidárias. Precisamos da sua solidariedade nesse momento tão crítico. Clique abaixo e doe agora.