#Mobilização

Junte-se ao time de voluntários

Para fazer parte da nossa rede de voluntariado é só entrar no Greenwire, se conectar com outros ativistas ao redor do Brasil e participar das…

Participe

Voluntários e voluntárias mobilizam-se e se engajam em ações de conscientização ao redor do país

Voluntário é o ator social agente da transformação, que presta serviços não remunerados em benefício da comunidade. Quem se torna voluntário ou voluntária do Greenpeace divulga a missão e as campanhas da Organização em eventos públicos e apoia as atividades desenvolvidas. Oferece seu tempo e suas habilidades, além de comprometer-se  com os princípios e os valores do Greenpeace.

Nossos grupos de voluntários realizam e participam de diversas atividades de conscientização ao redor do país, tudo em prol de um mundo mais justo e melhor para vivermos. E na primeira semana de abril eles tiveram dias bem cheios.

Em 2 de abril, integrantes do grupo de Porto Alegre estiveram na Escola Municipal de Ensino Fundamental Prefeito Edgar Fontoura em Canoas, onde realizaram palestras para as turmas do 6º e 7º anos.

Os temas tratados pelo palestrante e voluntário Valdeci C. de Souza com os estudantes do sexto ano foram: sustentabilidade, reciclagem, consumo responsável, pegada ecológica, respeito aos animais e ao meio ambiente. Para os alunos do sétimo ano temas como os desafios das mudanças climáticas, aquecimento global, gases do efeito estufa, consumo responsável, práticas sustentáveis e obsolescência programada foram debatidos.

Valdeci C. Souza ministra palestra para os alunos do sexto ano em escola de Canoas (RS). © Grupo de Porto Alegre

Os encontros proporcionaram trocas de aprendizagem, tanto para os alunos como para o palestrante ao responder às inúmeras dúvidas que surgiam ao longo das conversas. Os alunos e alunas mostraram-se muito interessados sobre os assuntos tratados, principalmente a questão climática com o aquecimento global e como reverter o processo de emissão de gases do efeito estufa.

No dia 3 de abril os grupos de Porto Alegre e São Paulo participaram de atividades.   

O grupo gaúcho prestou apoio à comunidade de Viamão (RS), em uma audiência pública contra a instalação do aterro sanitário no bairro da Capororoca, localizado na zona rural do município. No local há a presença de uma rica fauna como bugios, capivaras, quero-queros, aracuãs e várias espécies de pássaros. Além da flora composta por matas nativas como paineiras e figueiras. A instalação do aterro ainda prejudicará a vizinhança, especialmente a tribo indígena Polidoro, localizada próxima ao local. 

Na ocasião, o grupo de Porto Alegre pode passar seu recado sobre os guardiões da floresta, na qual falaram um pouco mais sobre a campanha Sem Floresta, Sem Vida, das mudanças climáticas causadas pelos gases do efeito estufa como o CO₂ e o Metano e colocaram-se à disposição para a auxiliar na educação ambiental na cidade, principalmente quanto ao uso e descarte correto dos resíduos.

Em Viamão (RS), moradores tentam impedir a instalação de um aterro sanitário em audiência pública. © Grupo de Porto Alegre

Os voluntários e voluntárias da capital paulista organizaram um encontro na sede do Greenpeace Brasil para tratarem sobre o tema masculinidade tóxica. O evento teve o objetivo de contrapor o comportamento dos homens na sociedade atualmente e entender um pouco mais sobre a pluralidade de seus papéis. Foi uma troca de extrema sensibilidade, relatos, histórias de superação e lembranças entre os presentes.

No dia 6 de abril, os grupos de São Paulo, Manaus, Campinas, Brasília e Natal realizaram atividades.

Os voluntários e voluntários de São Paulo participaram do Dia de Boas Ações, o maior evento de voluntariado do mundo, a convite da ONG Atados. O evento aconteceu no Parque do Iburapuera. Foi um dia cheio de compaixão, cultura, arte e empatia, juntando causas que conectam as pessoas e Organizações. Os voluntários aproveitaram a ocasião para abordar a campanha “Sem Floresta, Sem Vida”, que este mês faz alusão aos povos indígenas. O encontro que chegou a sua 4º edição no Brasil, mostrou que o voluntariado vai além do trabalho e está muito relacionado com a doação de amor!

O grupo de São Paulo participa do maior evento de voluntariado do mundo. © Grupo de São Paulo

“Toma este lixo, é teu!” foi tema do evento que aconteceu na faculdade de Uniasselvi, em Manaus, na qual o voluntário Rômulo Falabelo estuda. Ele representou o grupo da cidade e falou aos estudantes do curso de Serviço Social sobre a importância de reaproveitamento de resíduos com exposições de materiais que podem ser reciclados.

Evento na faculdade Uniasselvi destaca a importância do reaproveitamento de resíduos. © Rômulo Falabelo / Grupo de voluntários de Manaus

Em Campinas, o pessoal se reuniu no Parque do Taquaral para realizar um mutirão de assinaturas para o abaixo-assinado Sem Floresta, Sem Vida! Além de falar para as pessoas que passavam pelo local sobre a importância de proteger os povos indígenas, pois eles são os guardiões das florestas.

Em Brasília demos as boas-vindas aos novos voluntários e voluntárias em Águas Claras (DF). O encontro contou com trocas de experiências e relatos de atividades realizadas pelos voluntários, além de um breve histórico do Greenpeace e suas principais campanhas.

Em 7 de abril, o pessoal de Natal realizou uma ação de limpeza na Praia de Ponta Negra. Durante a coleta, foi encontrada uma garrafinha de plástico vinda da Malásia (Ásia).

Voluntários encontraram materiais vindos de outras partes do mundo em limpeza de praia. © Grupo de voluntários de Natal

Fechando a semana, também no dia 7, os voluntários e voluntárias de Porto Alegre participaram da 4ª Caminhada em Defesa ao Arroio Espírito Santo e Reserva de Mata Atlântica no bairro de Ipanema da cidade.

Voluntários saem às ruas em defesa do meio ambiente. © Grupo de voluntários de Porto Alegre

Mobilizando e se engajando, é assim que os nossos voluntários e voluntária realizam ações de conscientização para tornar o mundo um lugar mais verde e melhor para vivermos.