#Mobilização

Junte-se ao time de voluntários

Para fazer parte da nossa rede de voluntariado é só entrar no Greenwire, se conectar com outros ativistas ao redor do Brasil e participar das…

Participe

Nossos voluntários e voluntárias se empenharam muito para levar a educação ambiental para as salas de aulas, foram mais de 500 crianças e adolescentes atendidas em cinco Projetos Escolas de diferentes partes do Brasil.

Além disso, ainda tiveram outras atividades como limpeza de praia em São Luís, participação em audiência pública na cidade de Torres (RS) e o projeto União dos Povos com os multiplicadores do Projeto Banana Terra e voluntários de Manaus.

O Projeto Escola levou educação ambiental para mais de 500 jovens © Grupo de voluntários de Brasília

 

Projeto Escola

Os voluntários e voluntárias do Projeto Escola de Brasília realizaram a Semana de Educação Para a Vida em duas escolas. No dia 7 de maio, eles estiveram na Escola Classe Brochado da Rocha, onde foi realizado oficinas de produção de mudas com as crianças durante todo o dia. Além disso, os alunos ainda puderam aprender um pouco mais sobre a preservação do meio ambiente e reciclagem, enquanto realizavam o plantio das sementes.

“O contato com a natureza e o aprendizado sobre a importância de preservar o meio ambiente formam adultos conscientes”, diz Eduardo Gervásio, voluntário do Greenpeace em Brasília.

plantio de sementes foi uma das atividades propostas para as crianças © Grupo de voluntários de Brasília

Enquanto uma parte dos voluntários brasilienses estavam realizando a atividade de plantio com as crianças, outra parte do grupo foi até ao Centro de Ensino Médio Setor Oeste e voltaram lá no dia seguinte (08/05) para dar continuidade a Semana de Educação Para a Vida. Nos dois dias, a voluntária Cíntia Lucena conversou com os jovens de diferentes turmas sobre o livro “Sociedade de risco: risco a uma nova modernidade” de Ulrich Beck. Segundo Cíntia, os alunos puderam compreender as problemáticas ambientais sob o espectro da análise sociológica, sendo assim, conscientizados sobre os riscos socioambientais da atualidade.

Nas ações realizadas pelo grupo da capital federal mais de 100 alunos participaram!

Dando continuidade ao ciclo de palestras entre o Departamento de Educação e Preservação Ambiental (DEPA), Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Canoas e o Projeto Escola de Porto Alegre, o voluntário Valdeci C. de Souza esteve na Escola Municipal de Ensino Fundamental Pernambuco para realizar duas palestras aos estudantes. O primeiro encontro aconteceu na parte da manhã e contou com a presença de 60 alunos, além de dois professores. O segundo encontro na parte da tarde contou com a presença de 55 alunos e três professores.

Sustentabilidade, consumo responsável, pegada ecológica, reciclagem, aquecimento global foram alguns dos temas tratados durante as duas palestras. Segundo Valdeci, foram encontros muito produtivos, onde foi possível ensinar e também aprender com os jovens. “Todos se comprometeram a serem os novos guerreiros do arco-íris na construção de um Brasil mais verde, pacífico e sustentável.

Projeto Escola de Porto Alegre levou a educação ambiental para a escola de Canoas (RS) © Rosângela K. Perroco

O Projeto Escola de Porto Alegre ainda esteve na Escola Estadual de Ensino Médio Marechal Rondon, em Canoas, no dia 9. “Os Desafios das Mudanças Climáticas”, foi o tema das duas palestras ministradas pelo voluntário Valdeci C. de Souza. Na parte da manhã 79 alunos e dois professores estavam presentes. Já a segunda palestra, na parte da tarde, contou com a presença de 27 alunos e um professor.

Alunos de Canoas (RS) recebem o Projeto Escola de Porto Alegre © Rosângela K. Perroco

As voluntárias do ABC Paulista também se juntaram na missão de levar a educação ambiental para as salas de aulas. Elas estiveram na Escola Municipal de Ensino Fundamental Dom Benedito, em São Caetano do Sul (SP) para falar com 270 crianças do 1º, 2º e 3º anos do ensino fundamental. As voluntárias falaram com os alunos sobre como a sustentabilidade pode ser praticada no dia a dia. Além disso, as crianças ainda participaram de brincadeiras sobre reciclagem, quebra-cabeça dos corais da Amazônia e usaram a criatividade para desenhar o que aprenderam no dia.

Alunos do São Caetano do Sul (SP) recebem Projeto Escola. ©Grupo de voluntários do ABC Paulista

Na última semana, os Projetos Escolas de nossos voluntários e voluntárias levaram a educação ambiental para 591 crianças e jovens de diferentes partes do Brasil.

 

Limpeza de Praia

No dia 5, aconteceu a 1ª edição do Limpa Praia SLZ do grupo de voluntários e voluntárias de São Luís (MA). O local escolhido para a realização da atividade foi a praia do Olho D’Água e contou a presença de mais de 150 pessoas, dentre elas, voluntários e voluntárias de São Luís, a turma de 2019 do mestrado em Recursos Aquáticos e Pesca da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e a Associação de Surf e Bodyboarder do Olho D’Água (ASBOA). A atividade teve o objetivo de sensibilizar a população sobre a poluição das praias brasileiras. Segundo Fábio Serafim, “ver ações como essas e a participação de tantas pessoas nos dá mais esperanças de um futuro melhor”.

Mais de 150 pessoas se mobilizaram para realizar a limpeza de praia em São Luís. © Grupo de voluntários de São Luís

 

Participação de Audiência Pública

Em 6 de maio, aconteceu na cidade de Torres (RS) uma audiência pública chamada por iniciativa de alguns deputados da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul (ALERGS) com o objetivo dar continuidade a ideia da construção de um porto comercial na cidade. Os grupos do Rio Grande do Sul (Porto Alegre e Litoral Norte Gaúcho) marcaram presença, uma vez que a possibilidade desse empreendimento ameaça a fauna e flora locais, além dos impactos sociais causando por projetos desta dimensão.

Assim, os voluntários do Rio Grande do Sul posicionaram-se a favor: da preservação do meio ambiente de Torres; do respeito aos animais em perigo de extinção como a Baleia Franca, o Boto e Lobo marinho; da preservação dos Parques da Guarita, de Itapeva e da Ilha dos Lobos; e da qualidade de vida dos moradores e moradoras da cidade.

Voluntários dos grupos do Rio Grande do Sul participam de audiência pública em Torres. © Grupos de voluntários de Porto Alegre

 

Projeto União dos Povos

No dia 11 de maio, no Parque das Tribos em Manaus, foi realizada uma oficina de formação do Projeto Banana Terra com o apoio dos voluntários e voluntárias da capital amazonense. A proposta era de fazer um desdobramento dos projetos Parque das Tribos e projeto com os indígenas Kokamas em Manaus, de formar e integrar os povos que vivem sob as mesmas dificuldades na defesa de seus direitos, além de promover a troca de experiência através de oficinas para o fortalecimento de lideranças das comunidades.

O pessoal se reuniu com mais de 10 representantes de povos diferentes, e levantaram os problemas e possíveis soluções para as lutas destes atualmente. Com base neste levantamento, foi escrito uma carta intenção, que contém a assinaturas de todas as lideranças presentes na oficina de formação e entregue na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, na comissão de direitos indígenas e do meio ambiente, onde eles conseguiram a abertura para criar um grupo de trabalho indígena de Manaus. Esse grupo será focado em apoiar e dar suporte as tribos que assim desejarem.

Os voluntários de Manaus se reuniaram com mais de 10 representantes de povos indígenas. © Grupo de voluntários de Manaus

Mobilizar e conscientizar. Esse é o lema dos nosso voluntários e voluntárias que levam questões socioambientais ao redor do Brasil. Em busca de um mundo mais verde, melhor e justo para que todos possam viver.

Gostou dessas iniciativas e gostaria de realizá-las em sua cidade? Junte-se ao time de voluntários você também!