O problema

A solução

O Brasil ainda não conseguiu encontrar uma solução para o crime da exploração ilegal de madeira, apesar da enorme destruição da floresta nos últimos 30 anos. O Greenpeace relata e denuncia, desde 2014, a existência de fraudes no processo de licenciamento e controle do manejo florestal. Mas a cada ano são criadas novas formas de burlar os sistemas. Com isso, madeira roubada de áreas protegidas, como terras indígenas e Unidades de Conservação, acabam sendo extraídas e colocadas no mercado nacional e internacional, em uma perda irreversível de biodiversidade.

Combater a exploração ilegal de madeira é evitar o primeiro estágio para a destruição total da Amazônia. O governo federal e os governos dos estados amazônicos produtores de madeira têm papel central no combate ao mercado ilegal, pois é com ações públicas de controle e de fiscalização que se resolve o problema. Nós também podemos evitar o desmatamento amazônico denunciando casos de extração ilegal de madeira, pressionando as empresas para que não comprem madeira de produtores associados à essa prática e cobrando dos governos uma ação mais efetiva para combater o problema.

O que você pode fazer:

1
2
3
Apoie
Descubra
Jogue

Assine a petição e ajude a impedir que a exploração ilegal de madeira avance, gerando mais violência e destruição na Amazônia!

Conheça mais a fundo o problema da extração de madeira ilegal no Brasil.

O Greenpeace criou uma plataforma investigativa para você denunciar casos de extração ilegal de madeira e ajudar a expor esse crime.

1 Apoie

Assine a petição e ajude a impedir que a exploração ilegal de madeira avance, gerando mais violência e destruição na Amazônia!

Assine a petição

Conheça mais a fundo o problema da extração de madeira ilegal no Brasil.

Leia mais

O Greenpeace criou uma plataforma investigativa para você denunciar casos de extração ilegal de madeira e ajudar a expor esse crime.

Conheça o jogo

Árvores imaginárias, destruição real

Publicações