#Mobilização

Junte-se ao time de voluntários

Para fazer parte da nossa rede de voluntariado é só entrar no Greenwire, se conectar com outros ativistas ao redor do Brasil e participar das…

Participe

Celebramos a defesa do planeta e dos direitos humanos na Parada do Orgulho Gay de Amsterdã

Parada Gay de Amsterdã 2018. © Marten van Dijl

Inspirado no nosso navio Rainbow Warrior, o barco do Greenpeace na Parada do Orgulho de Amsterdã convoca todos a se tornarem Guerreiros do Arco-íris © Marten van Dijl / Greenpeace

Com um barco 100% elétrico e livre de emissões, sem gliter e balões que pudessem poluir as águas, mas cheios de alegria e ativismo, nós participamos pela primeira vez da Parada do Orgulho de Amsterdã, que é tradicionalmente realizada com barcos pelos canais da capital holandesa.E podemos dizer é que a experiência foi sensacional. O tema deste ano, “Heróis”, não poderia ser mais adequado, pois acreditamos que heroísmo significa defender os direitos das pessoas e do planeta.

O desfile aconteceu neste último sábado (4/8). Fomos recebidos com muita emoção e carinho, como você pode perceber nas fotos. Com mensagens bem-humoradas como “Derreta os corações, não as geleiras”, “Amamos todos os ursos”, “Você fará meu nível do mar subir?” e “Sou um ativista climático queer”, nossos ativistas, voluntários e funcionários mostraram que é possível defender o planeta e um mundo mais pacífico de forma descontraída, e isso passa pelo respeito à diversidade, sem discriminação de etnia, religião, gênero ou sexualidade.

Queer é um termo que inclui qualquer um que não se sinta à vontade no pensamento heterossexual. A palavra, antes usada de forma pejorativa, engloba pessoas que não se veem representadas pela expressão popular “gay”, ou seja, qualquer pessoa que não se sinta heterossexual pode ser queer.

Sendo “queer” ou não, o Greenpeace é feito de milhares de “guerreiros e guerreiras do arco-íris” que defendem um planeta mais verde, juntos. E somos muito orgulhosos de todas e todos que estão conosco. Por isso, temos nos esforçado por promover e incluir internamente a diversidade, seja no ambiente de trabalho como em nossas campanhas. “Após uma semana de debates, um dos objetivos nesse sentido é criar uma “Rainbow Network”, ou rede do arco-íris, que conecte todos os nossos colaboradores e apoiadores LGBTQ em nossos escritórios pelo mundo para troca de ideias e empoderamento”, conta o nosso analista de RH no Brasil, Gustavo Oliveira.

Desde o início dos anos 1970, o Greenpeace alinhou o ativismo ambiental (Green) com uma forte crença na igualdade, diversidade e democracia (Peace). Compartilhar o arco-íris com os movimentos sociais e LGBTQ sempre fez sentido, pois os direitos ambientais estão altamente ligados aos direitos humanos e à justiça para todas as pessoas.

Quer fazer parte deste grande movimento?

Vamos, juntos, defender o planeta sob todas as cores do arcoíris.