Através de vídeos, desafios, dicas culturais e reuniões à distância, os grupos locais uniram forças para encerrar mais um mês de sucesso na mobilização

Na semana de 14/07 a 17/07, foi realizado um encontro do grupo de trabalho de comunicação dos voluntários e voluntárias de Porto Alegre, voltado para o debate sobre a divulgação dos materiais criados para o Combate à Mega Mineração no Rio Grande do Sul. Entre estes materiais, estão os vídeos publicados no feed do Instagram com o intuito de valorizar o engajamento de cada membro do grupo. 

Na ocasião, também foi abordado o projeto do porto no litoral norte do estado e a organização do workshop em apoio ao projeto Cleanup Day em setembro – que contou com uma pesquisa nos stories sobre temas para serem abordados nesse último evento.

Na quinta-feira, dia 23 de julho, o grupo de Recife postou uma denúncia que receberam sobre a poluição na praia de Carneiros. E ainda conseguiram evidenciar outro caso de descaso com a proteção aos oceanos, só que desta vez em Olinda.

Este caso em especial foi relatado por um dos parceiros do grupo e membro do coletivo ambiental em Pernambuco, o Meu Mundo Mais Verde.

 

João Pessoa se mobilizando pelo #TchauSalles

O grupo, em formação, de João Pessoa mobilizou os voluntários e voluntárias para somarem na mobilização #TchauSalles, divulgando fotos e a plataforma da ação.

Dia Mundial de Proteção às Florestas

No dia 15 de julho, Dia Mundial de Proteção às Florestas, a Isabela, ativista e voluntária do Greenpeace Recife deixou um recado por vídeo nas redes sociais sobre a importância da preservação das florestas, além de pontuar o apoio e necessidade de demarcação das terras indígenas, trazendo à tona a campanha #SemFlorestaSemVida.

 

Dia Mundial da Agricultura

O grupo de João Pessoa também aproveitou o Dia Mundial da Agricultura, no dia 25 de julho, para falar sobre a agricultura familiar e sua importância para as pessoas e o meio ambiente.

Dia Mundial de Proteção aos Manguezais

No domingo, dia 26 de julho, o grupo de Recife realizou um post em homenagem ao Dia Mundial de Proteção aos Manguezais. Contaram também com alguns reposts e interação nos stories com grupos locais parceiros em ações de limpeza de mangues na cidade.

Na sexta-feira, dia 17 de julho, como de costume, o grupo de Recife postou uma indicação de documentário na Sessão Verde. O documentário desta vez foi o Interdependece, que é composto por 11 curtas selecionados, inclusive um deles é uma produção brasileira. Na sexta-feira, dia 24 de julho, a indicação foi A Era da Estupidez, obra que mescla documentário com ficção e traz um cenário de um possível futuro para a humanidade em 2055. Seria esse cenário bom ou a realidade piorou?

Dance muito nessa quarentena!

Neste momento de isolamento, Belo Horizonte segue, dentre outras coisas, com dicas de reflexão e conhecimento, pois sempre é possível promover mudanças e gerar impacto, até mesmo em casa. Aos amantes da boa música nacional, o grupo trouxe 5 dicas para, além de relaxar com o que há de melhor, refletir sobre este nosso tão rico país. A playlist conta com músicas de Seu Jorge, Luiz Gonzaga e Aguinaldo, Sá & Guarabyra, Rita Lee e Erasmo Carlos e Roberto Carlos. Clique aqui para conferir.

Slow Food – Vamos conhecer?

Além de música, o Grupo de BH também falou sobre alimentação. Com o intuito de expandir o conhecimento sobre Slow Food, o grupo realizou uma postagem para falar mais sobre esse movimento que busca uma relação mais ecológica e harmoniosa entre as pessoas e os recursos humanos e naturais. Veja aqui.

Livro: A Vida Secreta das Árvores

A dica bônus é do livro de Peter Wohlleben – A Vida Secreta das Árvores. O livro figura na lista dos mais vendidos do New York Times e trata do imenso e deslumbrante mundo de interação entre as árvores, explorado por Peter ao aliar os mais recentes conhecimentos científicos à sua experiência como engenheiro florestal. Neste site é possível fazer o download.

Pegando um gancho na temática do Julho Sem Plástico, o grupo de Recife compartilhou dicas ao longo da semana para que as pessoas possam reduzir ao máximo o consumo de plástico no seu dia-a-dia, seja no trabalho, na balada, nas compras e na higiene. Também fizeram alguns posts nos stories com o tema: Você sabia? Neles expuseram alguns dados e informações adicionais sobre o plástico. 

Ainda sobre o tema plástico, o grupo compartilhou uma dica de DIY voltada para cosméticos naturais, pois muito dos produtos de beleza apresentam em sua composição microplásticos e outros componentes que são de difícil decomposição e que, de certa forma, também podem contribuir com malefícios à saúde humana. E nada melhor que ousar e colocar as mãos na massa para aumentar a conscientização e desenvolver a criatividade e autonomia de todes. 

E no dia 28 de julho o grupo postou uma dica de uma exibição online e gratuita que faz parte da Semana Sem Plástico promovida pelo Programa Criança e Consumo de iniciativa do Instituto Alana, em parceria com o Programa da ONU para o Meio Ambiente, UNESCO, #BreakFreeFromPlastic, Videocamp, Instituto Polis, GAIA LAC e Aliança Resíduo Zero Brasil. O filme, A história do plástico, teve sua exibição pela primeira vez no Brasil. 

O grupo de Florianópolis, ainda em formação, também uniu forças dos voluntas de Belém, Navegantes e estudantes da Universidade Federal de Santa Catarina para uma mobilização pelo mês sem plástico. 

Estamos chegando na reta final da coleta de resultados do Ciclo 0, do Projeto Escola. Para quem não lembra, trata-se de um mapeamento com educadores e estudantes do Ensino Fundamental II e Médio de escolas públicas e particulares de todo o Brasil, para a compreensão mais ampla da prática da educação formal no contexto atual de pandemia e suas decorrências.

E os grupos locais continuaram a postar em suas redes e também a enviar mensagens para suas redes de educadores.

O Grupo de Macapá foi convidados pela escola Yázigi para utilizar o espaço virtual para convidar alunos a responderem ao formulário.

E mais uma semana foi recheada de sabor e sem nenhum sofrimento animal, com as receitas que os voluntários e voluntárias divulgaram na #SegundaSemCarne:

O grupo de Macapá postou a receita de um apetitoso Pãozinho de Tapioca.

O grupo de Recife trouxe uma receita de sobremesa, também considerado um lanche da tarde: cookies super saborosos e o melhor, veganos!

Recife também trouxe beleza e sabor para a mesa, com a receita de um Ratatouille de forno.

Os grupos locais também ajudaram a reforçar o lançamento da série de vídeos, com a Alice Braga, que explora a conexão entre alimento, crise climática e a destruição de ambientes naturais, não apenas no Brasil mas em todo o mundo.

O assunto também movimentou o tópico de discussão criado para falar sobre o tema:

Além disso, voluntários e voluntárias de todo o Brasil ajudaram na mobilização por comentários positivos nos vídeos da Alice Braga:

17/07 – Conhecendo as Unidades de Conservação

Na última sexta-feira (17/07), no dia de Proteção às Florestas, o Grupo de Brasília realizou uma conversa sobre as Unidades de Conservação, mediada pelos voluntários Anderson e Rivânia, para entender o que são as Unidades de Conservação, a sua importância, sua diversidade e as dificuldades que enfrentam atualmente. A conversa também contemplou as Unidades no território do Distrito Federal, o processo de conservação no Cerrado e projetos que existem nesse campo. Foi muito enriquecedor e muitos voluntários e voluntárias participaram!

18/07 – 5ª Edição do Grupo de Estudos do Greenpeace Salvador

O Grupo de Salvador se encontrou online para discutir sobre o Plano de Mitigação e Adaptação para Mudanças Climáticas em Salvador, a participação da sociedade civil na elaboração do plano e do papel do Fórum Clima Salvador (o qual o grupo de voluntários tem participação), além de debater os principais aspectos das mudanças climáticas, como elas nos afetam e quais ações podemos adotar.

19/07 – 6ª Edição do Grupo de Estudos do Greenpeace Salvador

A 6ª edição do grupo de estudos de Salvador foi dedicada ao Bioma Cerrado, tema que foi falado durante todo o mês pelo grupo.

Em Julho, o Grupo deu enfoque na Campanha Nacional em defesa do Cerrado, ressaltando sua luta contra o agronegócio e a expansão da fronteira agrícola, que vem dizimando sua enorme sociobiodiversidade. 

O grupo realizou publicações acerca deste bioma, evidenciando também o Cerrado baiano nesta luta. Para somar, entraram em contato com a equipe da Agência 10envolvimento e a Rede Cerrado, grupos focados na luta pelos povos do Cerrado, visando unir nossas forças para somar nesta luta pela soberania da sociobiodiversidade do Cerrado baiano.

A sociobiodiversidade do Cerrado abarca diversas etnias indígenas e grupos sociais tradicionais, além disso, sua megabiodiversidade, enquanto bioma, agrega cerca de 5% das espécies do planeta, reconhecendo-se assim como a maior Savana do mundo!

25/07 – Reunião mensal do Grupo de Salvador

Voluntários e voluntárias de Salvador realizaram a reunião mensal do grupo onde analisaram as atividades do mês, além de planejar e organizar as próximas atividades e grupo de estudos.

25/07 – Reunião de boas-vindas do Grupo de Recife

No sábado, dia 25, o grupo de Recife promoveu uma segunda reunião de boas-vindas. Essa reunião foi realizada pela plataforma Zoom e durou cerca de quase três horas. Foi um momento dinâmico e descontraído em que puderam conhecer os novos voluntários, assim como apresentar mais informações sobre o Greenpeace e as dinâmicas do grupo local. 

17/07 – Challenge Proteja o  Cerrado

Aproveitando o dia da proteção das florestas e a sexta pelo futuro, o Grupo de Brasília fez um challange bem legal para alertar sobre os perigos que o Cerrado anda enfrentando e mobilizar mais pessoas pela proteção deste bioma.

Confira como ficou: https://www.instagram.com/p/CCvywTmHddG/

Volunta, dê seu recado aí!

O grupo de Goiânia abriu espaço para os voluntários e voluntárias mandassem um recado, através de um post no Instagram oficial, sobre algo que na opinião do voluntário é de grande importância. A ação foi nomeada de Volunta, dê seu recado aí!

A lembrança dessa semana ficou por conta do grupo de BH, que relembrou uma ação realizada em abril de 2013, na capital mineira. Os voluntas foram às ruas para promover a campanha do Greenpeace Brasil sobre mobilização urbana. 

A ideia principal era motivar as pessoas a engajarem-se no planejamento de suas cidades, para que os Planos de Mobilidade Urbana aderissem cada vez mais às ciclovias, bicicletários e alternativas sustentáveis para a circulação na cidade.

 

Seguiremos atualizando e apoiando os grupos, afinal, estamos todes juntos nessa 🙂



Junte-se ao time de voluntários

Para fazer parte da nossa rede de voluntariado é só entrar no Conexão Verde, se conectar com outros ativistas ao redor do Brasil e participar das discussões e mobilizações.

FAÇA A SUA PARTE