Agricultura de base ecológica é uma forte aliada contra a fome e a crise no clima; 2023 foi marcado pela volta de políticas para o setor

Expedition Vale do Jaguaribe, in Ceará, Brazil. © Nilmar Lage / Greenpeace
© Nilmar Lage / Greenpeace

Você sabia que a nossa comida impacta a sustentabilidade do planeta? No Brasil, a produção de alimentos é a principal fonte de emissão de gases do efeito estufaDesmatamentos e queimadas são consequências diretas da expansão predatória do agronegócio.

Para enfrentar a atual crise ambiental, climática e alimentar, já existe uma solução ancestral: a agroecologia, uma produção de alimentos que não usa veneno e gera renda, saúde e proteção ambiental. Esse modelo consegue produzir em larga escala, basta haver mais incentivos e valorização.

“O caminho agroecológico é o único possível! Com a agroecologia, o Brasil é capaz de alimentar toda a população sem agrotóxicos e de se firmar como protagonista da ação climática e da segurança alimentar e nutricional”, destaca Mariana Campos, porta-voz do Greenpeace Brasil. “Retomamos políticas importantes no último ano, mas ainda temos um longa jornada até que a agroecologia seja prioridade no nosso país.” 

12th Brazilian Agroecology Congress in Rio de Janeiro, Brazil. © Juliana Chalita / Greenpeace
Em 2023, aconteceu o 12º Congresso Brasileiro de Agroecologia (CBA), no Rio de Janeiro
© Juliana Chalita / Greenpeace

O ano de 2023 foi marcado pelo retorno de incentivos à produção agroecológica. Confira alguns momentos-chave para o Greenpeace Brasil:

1 – Conquistas da agroecologia e agricultura familiar

O primeiro passo para estimular uma agricultura mais sustentável é fortalecer a agricultura familiar, que inclui povos indígenas e comunidades tradicionais. Por isso, a retomada de medidas de apoio foram celebradas, como:

2 – Sem chuva de veneno no Ceará

É constitucional! Por unanimidade, o Supremo Tribunal Federal votou pela permanência da Lei Zé Maria do Tomé, que proíbe a pulverização aérea de agrotóxicos em todo o estado cearense

Empresas e associações ruralistas, como a CropLife – que representa gigantes como Bayer, Basf e Syngenta – pressionaram para acabar com a norma, mas não conseguiram. Do sertão ao STF, a luta das comunidades do Vale do Jaguaribe, que deram origem à lei, é exemplo para o resto do Brasil e do mundo.  

Expedition Vale do Jaguaribe, in Ceará, Brazil. © Nilmar Lage / Greenpeace
Agricultor familiar cuidando da plantação no Vale do Jaguaribe (CE) em maio de 2023
© Nilmar Lage / Greenpeace

3 – Agricultura sustentável no mundo

Pela primeira vez, a alimentação foi um dos destaques da maior conferência climática do mundo. Na COP28, o Brasil e mais 133 países assinaram a “Declaração sobre Agricultura Sustentável, Sistemas Alimentares Resilientes e Ação Climática”, que estabelece uma conexão entre mudanças climáticas e os alimentos que consumimos. 

A Conferências da ONU sobre Água de 2023 também teve um marco para a produção de alimentos: o lançamento da Aliança Internacional para Regulamentação de Agrotóxicos, a IPSA, na intenção de eliminar globalmente o uso dessas substâncias. 

Protest against the Poison Bill in Brasília. © Otávio Almeida / Greenpeace
Ativista protesta contra a aprovação do Pacote do Veneno no Congresso Nacional
© Otávio Almeida / Greenpeace

4 – Ruralistas na contramão: Pacote do Veneno

Apesar dos anos de protesto da sociedade civil e científica, a bancada ruralista conseguiu aprovar a proposta que quer autorizar mais agrotóxicos no país

Especialistas em saúde e alimentação alertam que precisamos de mais agroecologia, não de mais agrotóxicos. Fiocruz, Ibama, INCA e centenas de organizações já se posicionaram contra. Agora, cabe ao presidente Lula vetar ou sancionar a lei até 27 de dezembro. 

5-  Lançamento do filme ‘Antes do Prato’

Neste ano, o Greenpeace Brasil estreou nos cinemas com o documentário ‘Antes do Prato’ (2023), que mostra iniciativas agroecológicas em diferentes territórios, da periferia ao hospital, do sertão ao sul do país. 

A obra já foi exibida em cerca de 47 sessões e em mais de 10 estados. Você pode assistí-la no Globoplay, Youtube Filmes, Google Play, iTunes, Vivo Play e Claro TV+, ou organizar uma sessão coletiva e gratuita – saiba como em AntesDoPrato.org.br.  

Before the Plate Film Screening in Rio de Janeiro in Brazil. © Juliana Chalita / Greenpeace
Equipe do Greenpeace Brasil no lançamento do ‘Antes do Prato’
© Juliana Chalita / Greenpeace

Você também pode fazer a sua parte apoiando, divulgando e se alimentando deste movimento! Espalhe a palavra da agroecologia e procure produtores ou feiras agroecológicas perto de você.

Sem a ajuda de pessoas como você, nosso trabalho não seria possível. O Greenpeace Brasil é uma organização independente - não aceitamos recursos de empresas, governos ou partidos políticos. Por favor, faça uma doação hoje mesmo e nos ajude a ampliar nosso trabalho de pesquisa, monitoramento e denúncia de crimes ambientais. Clique abaixo e faça a diferença!