Eventos extremos

Chuvas em níveis acima do normal, ondas de calor, longos períodos de seca e frio intenso. O aquecimento global provoca alterações preocupantes no clima e intensifica a ocorrência de fenômenos climatológicos extremos, impactando diretamente a vida da população. 

O que são os eventos extremos?

Os eventos extremos são fenômenos climáticos e/ou meteorológicos que ocorrem em volume acentuado e fora dos níveis considerados normais. Secas prolongadas, chuvas torrenciais e ondas de calor, por exemplo, apresentavam uma ocorrência muito menor do que vemos hoje, mas a crise climática tem tornado tais eventos extremos mais severos e frequentes.

O aumento da temperatura média do planeta desregula ciclos naturais do clima, afetando principalmente as populações em situação de vulnerabilidade. Entre elas, comunidades ribeirinhas e pessoas que vivem em encostas ou nas periferias das cidades sem infraestrutura e saneamento básico adequado.

A hora de agir é agora!

Segundo o Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), ligado à Organização das Nações Unidas (ONU), moradores de periferias morrem 15 vezes mais por eventos climáticos extremos e o número de pessoas expostas a secas e enchentes em cidades deve dobrar até 2030.

O Greenpeace Brasil atua junto às comunidades afetadas para pressionar governos e outras autoridades a implementarem medidas efetivas de adaptação a essa realidade. O que inclui um planejamento urbano adequado, mudanças de infraestrutura, gestão de áreas de riscos, proteção dos ecossistemas locais e outras ações.

Explore outros tópicos

Apoie uma causa

Últimas notícias

Saiba mais sobre outros assuntos